Notícia
Postada em 26/07/2017 às 17:41 Comissão de Arbitragem da CBF utiliza novas ferramentas
Videoconferencia - CBF/FCF

Créditos: FCF

O controle de uma partida de futebol passa pelas decisões técnicas adequadas tomadas pela arbitragem durante os 90 minutos. Para isso, é fundamental um trabalho em equipe e uma comunicação clara entre a equipe de arbitragem. Com o objetivo de padronizar os critérios durante os jogos do Campeonato Brasileiro e facilitar o diálogo entre os árbitros, a Comissão de Arbitragem da CBF utiliza novas ferramentas para o desenvolvimento da arbitragem brasileira junto à Escola Nacional de Árbitros de Futebol (ENAF).



Videoconferência
Em trabalho conjunto com as 27 federações, a Comissão de Arbitragem promove debates com os árbitros brasileiros através de videoconferência. Iniciadas no dia 20 de julho, as reuniões foram conduzidas pelo Presidente da CA-CBF, Marcos Marinho, e ministradas pelo Diretor da ENAF, Alício Pena Júnior, com participação de Ana Paula Oliveira, Cláudio Cerdeira, Ricardo Almeida e José Roberto Wright. Na última sexta-feira (21), a videoconferência foi realizada na Federação Cearense de Futebol, com a participação de membros e árbitros da Comissão de Arbitragem da FCF.

Temas abordados:
- Entradas/Disputas - Imprudência, Temeridade, Jogo Brusco Grave, Conduta Violenta
- Mãos
- Faltas táticas
- Posicionamento - Deslocamento, Antecipação, Conhecimento tático
- Agilização dos reinícios de jogo
- Controle de jogo - combate às reclamações e atitudes antidesportivas
- Cores e utilização de uniformes
- Confecção de súmulas e relatórios

"É uma iniciativa pioneira com relação à arbitragem na CBF. Uma ação solicitada pelo Presidente Marco Polo e desenvolvida por toda a estrutura da arbitragem da CBF. Analisamos as maiores dificuldades encontradas pelos árbitros, com os vídeos das decisões nas nossas competições, e estamos trabalhando o aprimoramento que está sendo desenvolvido com as 27 federações. Estamos com grupos de até cinco federações participando dessas videoconferências. Com a apresentação de vídeos, os árbitros emitindo suas opiniões e seus conceitos, buscando exatamente isso: aprimoramento, melhoria, padronização e uma elevação no nível de atuação dos nossos árbitros nas competições coordenadas pela CBF", analisou o Diretor da ENAF, Alício Pena Júnior.

Após a análise do desempenho da arbitragem nas primeiras rodadas do Brasileirão, o material didático da aula com estudo de casos foi desenvolvido com a colaboração da Central de Análise de Desempenho. O conteúdo reforçou pontos específicos como: "conduta violenta", "situação de mão" e "faltas táticas". Além da análise técnica dos lances, o posicionamento, postura dos árbitros e leitura tática de jogo foram destacados nos encontros à distância.

"A CBF adotou o método de videoconferência para atualizar e capacitar os árbitros do quadro nacional. Na sexta-feira nós tivemos uma aula de atualizações, com vídeos de situações de jogos deste ano, e a FCF com nosso Presidente Dr. Mauro Carmélio, através da Escola de Arbitragem, não poupou esforços para adquirir equipamentos de qualidade para oferecer aos nossos árbitros uma boa qualidade na transmissão. Foi um sucesso, e será comum a videoconferência, aproximando a comissão de arbitragem nacional com a comissão de arbitragem cearense e os nossos árbitros. Excelente iniciativa do Presidente da Comissão Nacional, Cel. Marinho e sua equipe, apoiado pelo o Presidente Marco Polo Del Nero", afirmou Paulo Silvio, diretor da Escola de Arbitragem da FCF.

Implementação do bastão

Em campo para auxiliar as tomadas de decisão, o árbitro adicional ganhou um novo instrumento de trabalho. Para aprimorar a comunicação entre o quarteto, o bastão contém um bip que, quando acionado, emite um alerta ao árbitro principal. Presidente da Comissão de Arbitragem, Marcos Marinho, acredita que a nova ferramenta contribuirá para a dinâmica do espetáculo.

“A mesma coisa que o assistente utiliza para avisar o árbitro de um lance importante, os adicionais também estão usando esse bastão em que eles acionam através de um bip. Algum lance que ele tenha visto e o árbitro não tenha observado, o adicional vai chamar a atenção do árbitro. É um instrumento que assessora o árbitro com relação à comunicação de um lance que seja rápido para que ele possa tomar a decisão de uma forma mais correta possível”, explicou o Presidente da Comissão de Arbitragem da CBF, Marcos Marinho.

Assessoria Executiva
Federação Cearense de Futebol
(85) 32066511
imprensa@futebolcearense.com.br

Competições









    FCF Diretoria Localização CBF Atletas por Clube Boletos BID-E Ficha do Atleta DOWNLOADS 2020 2019 ARBITRAGEM Quadro Regras TJDF CLUBES 1ª Divisão 2ª Divisão 3ª Divisão Não Profissionais Inativos Ligas Campeões Ranking CAMPEONATOS Série B 2020 Ypioca 2020 Sub/13 2019 Feminino 2019 Copa Uninta Sub/19 2019 Feminino sub/20 2019 Master 50 2019 IMPRENSA Notícias Imagens Vídeos FIQUE EM CONTATO Ouvidoria Links Youtube Twitter RSS  
 
Federação Cearense de Futebol - Rua Paulino Nogueira, 77, Benfica - (85) 3206.6500 - ouvidor@futebolcearense.com.br